A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

sábado, 27 de junho de 2015

POESIA POPULAR NORDESTINA

APEGO DE TANGEDOR 
 Jessier Quirino
 
Vaqueiro que é bom vaqueiro 
Cabôco trabalhador 
Se apega pela boiada 
Na vida de tangedor 
Pulum boi, puluma vaca 
Véve naquela fuzaca 
Num causo grande de amor. 
- - - - -
Com Nena de Zé de Shell 
E com a vaquinha Amarela 
Divide sua paixão 
Chama na xinxa a donzela 
Bem distante da cancela 
Pra não se ver traição. 
- - - - -
Adoece de avexo 
Vendo o patrão sem amor 
Negociar a boiada 
Mode comprar um trator 
Chora no pé da cancela 
Vendo a vaquinha Amarela 
Saindo pro matador.

<<<<<>>>>>

Nenhum comentário: