A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

DE:PIADAS

  NO NECROTÉRIO 
Duas senhoras que trabalhavam preparando cadáveres, antes do enterro, receberam um corpo para ser preparado.
Uma delas, arregala os olhos e diz: 
- Você já viu um destes? - referindo-se ao tamanho do pênis do falecido.
A outra responde: 
- Meu marido tem um igualzinho!
Ao que a outra ainda espantada contra-argumenta : 
- Assim grande?
- Não, assim morto!

 NO TRANSATLÂNTICO  
Um navio estava afundando e o comandante começou a berrar:
- Abandonar o navio! Mulheres e crianças primeiro! 
Um senhor, que tinha mulher e seis filhos dentro do navio, aproximou-se e disse, com lágrimas nos olhos:
- Eu estou muito emocionado, Comandante. O senhor é muito humanitário! 
- Humanitário uma ova! Depois que os tubarões estiverem de barriga cheia, eles não vão querer saber da gente, meu senhor!

 NO SUS 
O médico chega para o paciente:
- Eu tenho duas notícias para lhe dar, uma boa e outra ruim! 
- Qual é a ruim?
- Vamos ter que lhe amputar as duas pernas. 
- Ai, meu Deus! Qual é a boa?
- Tem um enfermeiro do turno da noite que está querendo comprar os seus sapatos!

 NA OBRA  
O peão estava trabalhando no 18º andar de uma construção altíssima, quando, de repente sente aquela vontade de urinar.
- Posso descer para mijar? - pergunta ao encarregado. 
- Pôrra nenhuma! Você vai perder muito tempo! Mije daqui mesmo.
- Como? 
- Tá vendo aquela tábua ali? Você vai até a ponta dela e mija dali.
- Mas ela vai cair! 
- Não se preocupe, eu fico na outra ponta para fazer o contrapeso.
Assim que o peão abre a braguilha e tira o pinto para fora, toca o telefone e o encarregado vai atender. 
O pobre coitado despenca lá de cima.
Algumas horas depois estava o engenheiro da obra tentando entender o que havia acontecido, onde estava a falha da segurança, quando alguém arriscou um palpite: 
- Eu acho que foi um "pobrema sexuá"!
- Problema sexual? - indignaram-se os outros.

- Sim! Eu vi ele caindo... ele tava com o pinto na mão e gritava: "Cadê aquele viado? Cadê aquele viado?"

Nenhum comentário: