A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

segunda-feira, 1 de junho de 2015

BRASIL EM CRISE

Na tribuna, Agripino critica falta de solução para seca do nordeste e diz temer onda de demissões no RN

Em discurso na tribuna nesta segunda-feira (1º), o senador José Agripino (RN) disse temer que o baixo nível da água na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Rio Grande do Norte, provoque uma onda de desemprego na região. O parlamentar contou que, neste final de semana, participou de um seminário promovido pela Arquidiocese de Natal, pelo Observatório Social do Nordeste e pelo RN Sustentável sobre mudanças climáticas e ouviu de conterrâneos as consequências drásticas para o estado caso o nível da barragem chegue a zero.


“Essa barragem significa a garantia da permanência de milhares de empregos na irrigação e na carcinicultura. O nível da água está baixo como nunca e o que está para acontecer é demissão em massa. Tudo isso por causa da falta de investimento do governo federal em obras estruturantes, permanentes, para combater a estiagem na região nordeste”, destacou José Agripino. O senador lembrou que as águas da Armando Ribeiro Gonçalves alimentam empreendimentos nos programas de irrigação no Projeto do Baixo Assu, na produção de banana por empresas privadas e no cultivo de camarão – todos geram milhares de empregos para a região.

Ainda de acordo com o parlamentar, um dos motivos pelo qual o nordeste ainda sofre as consequências da estiagem deve-se ao fato de o governo do PT, em mais de doze anos no poder, nunca cumprir uma de suas promessas de campanha: a transposição do Rio São Francisco. “Essa obra foi carro-chefe da campanha de reeleição do ex-presidente Lula, serviu de propaganda eleitoral para a campanha de Dilma e até agora nada. Estamos na iminência de um colapso em decorrência de uma promessa frustrada, feita e não cumprida, de um governo que não tem no nordeste nenhuma obra de grande expressão para apresentar”, criticou Agripino.

Segundo o senador democrata, é preciso tornar o nordeste brasileiro uma prioridade de governo, investindo em obras estruturantes, que resolvam de uma vez por todas as consequências da seca. “O acúmulo de água para muitas barragens significa permanência de nível seguro de água para beber e irrigar, significa geração de emprego. O Brasil, e principalmente o nordeste, não aguenta mais esse descaso do governo do PT com a região. Eu, como nordestino, não vou me calar e vou cobrar até o limite de minhas forças por uma solução para a seca nordestina”.

Texto: Rominna Jácome - Assessora de Comunicação
Foto: Mariana Di Pietro

Nenhum comentário: