A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

terça-feira, 6 de outubro de 2015

DE: ARTIGO

 PARTIDOS DECIDEM DEIXAR PMDB 
E FORMAR NOVO BLOCO 
Um dia depois de o PMDB assumir mais dois ministérios importantes - o da Saúde e o da Ciência e Tecnologia - o partido sofreu um revés na Câmara: quatro outros partidos que com ele formavam o maior bloco na Casa (PP, PTB, PHS e PSC) decidiram que ficarão juntos, mas sem o PMDB. Outro partido do bloco, o PSC, que tem dois deputados, permanece com o PMDB.

Juntos, os quatro partidos somam 83 deputados e passam a formar o maior bloco na Câmara - maior do que o PMDB que sozinho tem 65 deputados e o PT (62 deputados), depois das defecções dos últimos dias.

Os quatro partidos devem se reunir nesta quarta para sacramentar a criação do novo bloco. Eles argumentam que não querem a liderança de um deputado governista, em referência a Leonardo Picciani (PMDB-RJ), que negociou com o governo os dois ministérios para a bancada da Câmara.

A mudança no quadro de blocos na Câmara teve, segundo parlamentares, a ajuda do presidente da Câmara, Eduardo Cunha - pelo menos em relação a partidos como PSC e PHS.

Ao deixar por instantes a presidência dos trabalhos na tarde desta terça (6), Eduardo Cunha confirmou o racha no bloco, mas não quis fazer avaliação sobre a consequência. Disse apenas: "É uma decisão dos partidos".


Para o PMDB, esta é uma notícia negativa e pior ainda para o governo que contava que o partido comandava um bloco com 159 deputados. "O governo deu ministérios para o PMDB, mas continuará com uma base de 150 deputados", disse um oposicionista, ligado a Cunha.

Nenhum comentário: