A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

sábado, 26 de dezembro de 2015

DE: PIADA

CONSULTA GINECOLÓGICA

Uma jovem mulher foi a uma consulta com o ginecologista e como  era muito bonita e gostosa seu marido ciumento  foi junto.
O casal chegou na hora marcada.  Quando o médico viu aquele mulherão já ficou animado, pois estava divorciado há algum tempo e estava com tesão recolhida. Então o doutor já começou a pensar em "cravar" a mulher e foi dizendo:
- A senhora pode entrar na sala, por favor, mas... o acompanhante aguarda aqui.
O marido de pronto se levantou e respondeu:
- Está louco doutor? Eu vim até aqui para vigia-la e agora vou deixa-la sozinha com você, nem que a vaca tussa...
O médico vendo que não tinha jeito concordou.  
Enquanto fazia as perguntas de praxe foi elaborando seu plano para "traçar" a gostosa na frente do marido. Após a entrevista disse ao marido que teria que examinar a mulher, mas para isso ela teria de ficar nua. O marido estava presente e sentiu-se à vontade em concordar com o doutor.
Então lá estava a mulher em posição ginecológica, e o médico pega daqui, pega dali, espia acolá e ao mesmo tempo controlando o tesão, pois já estava com o "pimbolim" duríssimo. Não se contendo mais partiu para o plano dizendo:
- Senhor após examinar a vulva da sua mulher, descobri que ela tem um bichinho bem lá no fundo.
Pergunta o marido:
- É grave isto?
E o médico:
- Gravíssimo, se não tirar este bichinho de lá ele pode morder sua mulher e será fatal.
Marido:
- Então tira logo isso dela.
Médico:
- Calma só tem um jeito de fazer isso e cabe a você resolver, pois para tirar o bichinho o senhor tem que deixar a r@*! dura e meter nela; quando ele morder a cabeça do seu "bilau" você tira rápido e  aí nos matamos ele aqui fora, salvando a vida da sua esposa.
O marido responde com ar de preocupado:
- É doutor mas aí quem pode morrer sou eu.
Médico:
- É... Mas se  você não se importar eu faço isso, afinal sou médico e tenho que zelar pela saúde dos meus pacientes nem que corra risco de vida.
A essa altura o cara preocupado pede para o médico executar logo o serviço, mas, com o devido respeito e sem abusos.
O médico pediu licença ao casal, sacou seu "bilau" pra fora encaixou a cabeça e  enfiou até o 'tronco' deixando-o  parado lá dentro, até que o marido desconfiado perguntou:
- O doutor não está demorando muito não?
Médico, tirando a "ro!@" devagar mostra pra ele e diz:
- Está vendo? O bichinho não mordeu ainda!
E enfia tudo de novo, deixando-o lá no fundo parado. O marido pergunta novamente e o doutor faz o mesmo gesto, tira, mostra e enfia de novo, tudo bem lentamente. Até que não aguentando mais o médico começa acelerar os movimentos de vai e vem.
Achando aquilo um abuso o marido intercede:
- Mas doutor deste jeito o senhor tá "f#d*ndo" minha mulher, bem na minha  frente e me fazendo de trouxa.
E o médico reponde ofegante:

- Amigo... Não é nada disso que você está pensando. Já que este bichinho não morde, fique tranquilo que vou matá-lo socando.

Nenhum comentário: