A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

DE: PIADA

 O GRUMETE E O COMANDANTE
 
Chegou o grumete no navio e o pessoal avisou pra ele:
- Olha aí, meu filho, o comandante não é de brincadeira. Você fica de olho, que o comandante não perdoa. Todo marinheiro novo que chega aqui, ele traça.
- Comigo não, violão! - falou o novo tripulante e tratou de tomar cuidado com o comandante. 
E a viagem começou e o grumete sempre tomando cuidado, quando na proximidade com o comandante, andando de costas para a parede e outras coisinhas mais.
O pessoal estava besta, porque já estavam em alto mar há vários dias e o menino continuava inteiro. Até que o navio chega no primeiro porto e o
comandante manda chamar o grumete ao seu camarote.
- Olha - diz o comandante - faça-me o favor de lavar o banheiro.
O grumete, todo desconfiado, começa a lavar o banheiro.
- Tá muito calor, meu filho, pode tirar a roupa.
Muito desconfiado, o menino fica só de calção, mas sempre de costas pra parede. Lavando tudo, mas se protegendo. De repente, o navio ancora e a chaminé solta aquele silvo comprido, comprido. Desabituado aos ruídos marítimos, o grumete pergunta, assustado:
- O que foi isso?
E o comandante:
- Furou o pneu do navio!
- Minha nossa!
Correu até a escotilha pra ver lá embaixo o que tinha acontecido. Foi exatamente neste instante, com a cabeça enfiada na escotilha, de costas pro comandante, que compreendeu a realidade da coisa:
 
 - Minha nossa! Navio não tem pneu. Aiiiii, meu c...!
 
 
 

 
 
 

Nenhum comentário: