A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

COLUNA

18 de Fevereiro de 2.016
RISCO DE CALOTE
No dia de ontem (17) a agência de classificação de risco Standard & Poor's rebaixou a nota de crédito soberano do Brasil, mais de cinco meses após o país perder o selo de bom pagador pela agência. A redução foi de  um nível, passando de BB+ para BB, com perspectiva negativa. 
Trocando em miúdos, este rebaixamento faz com quem investidores internacionais pensem mais e mais em investir no Brasil.

É MELHOR SER AMIGO DO HOMEM
O agente de Polícia Federal  Newton Ishii, visitou ontem  à Câmara Federal. O "Japonês da Federal" circulou pelo plenário e foi tietado por parlamentares, assessores e seguranças. Famoso por escoltar os presos pela Operação Lava Jato, Ishii foi parabenizado por seu trabalho e alvo de dezenas de selfies.
Necessário citar que o "Japonês da Federal" não estava à serviço. Ele está de férias.

CRIME AMBIENTAL E IMBECILIDADE  PLENA
Merece punição rigorosa as pessoas que retiram do mar um golfinho,  simplesmente para fazer  selfie com o animal, que não resistiu ficar fora d'água por um longo período. O fato aconteceu em uma praia argentina e o golfinho era da espécie conhecida vulgarmente como 'franciscana', e está em extinção.
Sugiro que em outra ocasião esses imbecis façam selfies com um tubarão - tigre, considerado o mais feroz da espécie.

"BEM FRAQUINHOS"
Lula e o governo Dilma Rousseff estão mais fortes do que o "fumo de Abdias". Lula, investigado por sonegação de patrimônio (um apartamento de alto-luxo e um sítio) consegue protelar seu depoimento  ao Ministério Público. Já a presidente Dilma,  consegue emplacar seu candidato líder do PMDB na Câmara e dá como praticamente certa à volta da CPMF, e que promoverá reformas na previdência social. 
Ainda bem que  ela não manifesta interesse em fazer  o que já foi feito por seu correligionário, o senador Collor de Melo: promover um novo confisco dos ativos financeiros da população brasileira (poupança e contas correntes).

Nenhum comentário: