A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

terça-feira, 27 de setembro de 2016

FOLCLORE POLÍTICO

JOSÉ MARIA ALCKMIN E A FREIRA
 
Uma das figuras mais folclóricas da política brasileira foi o político mineiro José Maria Alckmin. Nasceu em 11 de junho de 1901, no município de Bocaiúva e faleceu em 22 de abril de 1974, em Belo Horizonte.  Iniciou na política como deputado constituinte, no ano de 1934 e encerrou sua participação na vida pública em 1974. Além de deputado constituinte, foi deputado federal por várias legislaturas, ministro da Fazenda no governo Juscelino Kubitschek e vice-presidente da República no governo do marechal Castelo Branco.
Ficou conhecido pelo grande senso de humor e por uma certa avareza.
Contam que certa vez, um grupo de amigos resolveu testar sua fama de 'mão de vaca' e arranjaram uma freira, e a encaminharam até ele, para que a mesma lhe solicitasse recursos para o orfanato do qual a mesma era diretora. 
A freira chega até Alckmin e pede uns recursos para obras do orfanato. 
Por alguma razão, Alckmin percebe se tratar de uma brincadeira, por parte dos amigos, e decide seguir em frente com a 'armação' que lhe foi preparada.  Retira da carteira um talão de cheque; preenche uma das folhas e entrega à freira, que sai bastante satisfeita. Os amigos ficam incrédulos com o acontecido e um deles comenta (em voz baixa) com os demais:
- Danou-se... o homem só pode estar doente!
Dia seguinte, a freira se dirige ao banco para o saque do cheque e não consegue efetuar o mesmo. Motivo: o cheque estava sem assinatura do titular da conta.
A freira retorna ao gabinete de Alckmin e lhe faz ciência do fato...
É quando a 'raposa política' lhe responde: 

- Mil perdões, irmã, mas, sou cristão fervoroso e obediente ao Evangelho. Quando pratico atos de caridade, mantenho-me sempre no mais absoluto anonimato.

E não assinou o cheque.
Narrativa: Bira Viegas
 

Nenhum comentário: