A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

CONTRA O DESESPERO DO PETISTASIBÁ MACHADO

DEPUTADO ROGÉRIO MARINHO CRITICA "INCITAÇÃO À VIOLÊNCIA" DE LÍDER DO PT E PEDE PROTEÇÃO A  PROTESTOS DEMOCRÁTICOS

O presidente de honra do PSDB no Rio Grande do Norte, deputado federal Rogério Marinho, reagiu nesta quarta-feira (28) a declaração de incitação à violência feita pelo líder do PT na Câmara dos Deputados, Sibá Machado, contra os manifestantes que estão acampados em frente ao Congresso Nacional. O grupo apoia o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Em discurso, na Câmara, Sibá Machado chamou os manifestantes de vagabundos e disse que os colocaria "para correr". "Eu vou juntar gente e vou botar vocês pra correr daqui de frente do Congresso. Vocês são vagabundos. Vamos pro pau com vocês agora", afirmou Sibá Machado.

A resposta de Rogério veio após notícias de que um grupo de pessoas entrou em confronto com os manifestantes pró-impeachment também nesta quarta. “É triste quando vemos centenas de manifestações democráticas com o enfrentamento de outros grupos, e agora, quando o Movimento Brasil Livre acampa em frente ao Congresso, vemos aqui líderes partidários incitando a violência. Trata-se de facção, de um exército aparelhado”, disse o tucano.

Ainda de acordo com o parlamentar do PSDB, “eles se instalam para agredir e não para fazer o contraditório; instalam-se para esfaquear, estapear e intimidar. Essa é uma tática fascista e tem que ser denunciada, tem que ser combatida”. Rogério cobrou da presidência da Câmara que “dê a devida proteção àqueles que está se manifestando de maneira democrática”.

O tucano ainda rebateu as teses de que protestar com o uso do Pixuleco – boneco inflável em referência ao ex-presidente Lula da Silva – é uma prática fascista. “Vejamos a relação entre os dois regimes: Estado totalitário, comunismo e fascismo; partido único, comunismo e fascismo; controle da imprensa, comunismo e fascismo; materialismo e perseguição à religião, comunismo e fascismo; perseguição a minorias étnicas, religiosas e de gênero, comunismo e fascismo; aparelhamento do Estado, comunismo e fascismo. O que acontece é que, na verdade, se acusa aquilo que se pratica”, rebateu.

Confira o discurso na íntegra no link https://www.youtube.com/watch?v=BzjMPFIMFac.

Texto: Danilo Sá -  Assessoria de imprensa - Rogério Marinho

Nenhum comentário: