A LUTA CONTINUA!


ONDE A SERIEDADE É FULEIRA... E A FULEIRAGEM É SÉRIA!

terça-feira, 21 de junho de 2016

SINDICATO DA INDÚSTRIA DE CERÂMICA VERMELHA DO ESTADO DO RN APOIA IPEM EM AÇÃO DE CONSCIENTIZAÇÃO

A modernização da Indústria de Cerâmica Vermelha exige empresas legalmente constituídas, competitivas, detentoras de novas tecnologias de produção, de gestão e meio ambiente e, principalmente, que possuam o controle sobre a qualidade de seus produtos. É por essa razão que o Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha do Rio Grande do Norte (Sindicer/RN) tem se mantido como incentivador à legalidade das empresas do setor ceramista, apoiando e representando a categoria em questões de interesse coletivo.


Em reunião, no último dia 16, com o Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (IPEM/RN), o Sindicer/RN firmou compromisso em uma ação de conscientização que tem como objetivo orientar as cerâmicas do estado a realizarem ensaios técnicos com os seus produtos para que os revendedores e distribuidores tenha a garantia de que estão vendendo tijolos certificados. 

A ação de conscientização ocorrerá de 23 de junho a 16 de julho na região seridoense, que concentra o principal polo fabril do Rio Grande do Norte.

No sentido de credenciar os pontos de venda, a Cerâmica deve fornecer uma cópia dos ensaios realizados e um banner de identificação da campanha. A primeira fase desta ação contará com o apoio da Associação do Vale de Carnaúba (ACVC), da Associação de Cerâmicas do Seridó (Acese) e da Associação de Ceramistas do Vale do Assu e  Apodi (Acevale).

Como consequência desta grande ação será lançada no dia 18 de julho pelo Sindicer/RN e pelo IPEM a Campanha “Tijolo Legal” na Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN)  com a presença dos parceiros SEBRAE, do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) e representantes do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal.

A Campanha que tem como objetivo a valorização do produto proveniente de Cerâmica Vermelha, incentivar a legalidade e conformidade do material, inibir a concorrência desleal, criar uma cultura de venda técnica e a orientação do consumidor final informando que os produtos possuem padrões específicos exigidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), bem como as portarias do INMETRO nº 558/2013 para blocos cerâmicos (tijolos) e nº 005/2013 (para telhas). 

Texto e foto:  Assessoria de Comunicação do Sindicer/RN

Nenhum comentário: